quinta-feira, 25 de agosto de 2011

A importância de uma boa noite de sono.


Dormir. Atividade básica e necessária para o descanso do corpo e para  as atividades do organismo. É nesse momento que nos desligamos da realidade para recarregar nossas energias e começar um novo dia.
A hora do sono é sagrada, não é? Bem, assim deveria ser, mas considerando a pouca importância que damos à esse momento, parece que nos esquecemos da sua necessidade para o nosso bem-estar.
Ao contrário do que se pode pensar, é enquanto dormimos que o organismo trabalha mais aceleradamente para a produção de determinados hormônios, como o triptófano. Ele é um dos responsáveis pela criação da serotonina, neurotransmissor responsável pelo humor e sono.
E o que isso quer dizer?
Não é por acaso que quando dormimos pouco, a reação do nosso organismo durante o dia costuma ser irritabilidade, cansaço, pouca capacidade para a memória de fatos recentes, estresse, dificuldade de concentração e sonolência diurna.
Cada vez mais utilizamos todo o nosso tempo disponível para realizar alguma atividade nova ou estender outra que  não foi cumprida a tempo.  À medida que somos exigidos com mais tarefas, vamos ultrapassando os limites do trabalho e quando vemos, lá se foram preciosas horas de sono!
Para se ter uma noção de como dormir é essencial para todo ser vivo, ratos de laboratório morrem se ficarem três semanas sem dormir. Adultos precisam, em média, de oito horas de sono por dia. Já as crianças e adolescentes necessitam de nove horas para ficarem bem dispostas.
Levar as preocupações do trabalho para a cama é uma das atitudes mais comuns que temos. E não é de se surpreender que inúmeras pessoas sofram de insônia, normalmente causada por fatores como estresse e ansiedade. Nada mais do que um reflexo da nossa rotina agitada e ocupada.
Mas, há algumas dicas que podemos seguir para mudar esse quadro e voltar a ter boas noites de sono:

- Evite fazer atividades físicas até seis horas antes de dormir. A malhação agita o organismo.
- Busque dormir e acordar sempre no mesmo horário.
- Evite bebidas alcoólicas e que contenham cafeína, o que acelera o organismo. Chá é bom para acalmar, mas fique longe do chá preto e verde que são estimulantes. Ao invés deles, prefira os de camomila e erva-cidreira.
- Tomar um banho morno antes de dormir pode ser incrivelmente relaxante. Se você tiver banheira em casa então, melhor ainda. No entanto, é importante notar como o seu corpo se comporta, porque algumas pessoas despertam com o banho.
- Não faça refeições pesadas que exijam do organismo uma maior atividade à noite. Esqueça aquele bife suculento e pesado. Procure alimentos leves como palmito, aspargos, aveia e soja.
- Desligue a televisão e o computador. Deixar esses aparelhos ligados na hora de dormir mantém o corpo em estado de alerta, o que faz com que você não tenha um sono profundo. O melhor, inclusive, é não ter televisão no quarto e nem trabalhar no notebook na cama. Dessa forma você “educa” o seu organismo a apenas relacionar esse momento a dormir, já que a luz desses aparelhos atrasa a produção das substâncias responsáveis pelo início do sono. Se não conseguir dormir sem nada, ouça músicas calmas e relaxantes.
- O colchão que você dorme deve ter a densidade adequada ao seu peso. O seu corpo não deve afundar, a coluna deve se moldar nele. Por isso, a melhor maneira de descobrir isso é testando quando for comprar. O mesmo serve para o travesseiro que deve ter entre cinco e dez centímetros de altura. O importante aqui é que a  cabeça forme um ângulo de noventa graus com o ombro.
- Para os adeptos, meditar antes de dormir é uma ótima maneira de relaxar.
- Faça uma massagem nos seus próprios pés. Alivia o estresse e ativa a circulação.
- Pode parecer óbvio, mas realmente é necessário deixar as preocupações da vida de lado nesse momento. É preciso educar a mente para se concentrar em descansar. Caso seja difícil, visualize-se em paisagens relaxantes e tranquilas, como um campo ou uma praia.
- O quarto deve ser escuro e silencioso, e os lençóis devem ser preferencialmente de algodão. Evite os tecidos sintéticos que esquentam e podem criar bolinhas, o que incomoda uma boa noite de sono.
-  Pingue uma gota de óleo essencial de lavanda debaixo do travesseiro antes de dormir, ou três gotas em um aromatizador de ambiente ( de preferência elétrico).
Caso nada disso funcione e você continue perdendo horas de sono, é aconselhável procurar um especialista para tratar do problema. Depois de vinte dias com dificuldades para dormir, a insônia já é considerada crônica. 
Para mais informações, acesse a American Academy of Sleep Medicine. 

O Vidai lhe deseja inúmeras ótimas noites de sono daqui pra frente!

Um comentário: